sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Pauda para Poesia - Louco

 

Dizes que eu não sou feita desse mal

Eu não sofro nem sinto, sou fria

E vens sempre cheio dessa moral

Que me atinge devagar,

Não tão mortal como eu merecia

Eu nem sempre respondi ao que o nosso corpo pedia

E não deixei acontecer, aquilo que sempre soube, ardia.

Pedes-me tanto e eu não dou pouco

Em mil dias, mil vezes chegou a hora

E eu fugi para ninguém me alcançar

Ficas e estranhas sempre a minha demora

Mas tu sabes, não era para ser agora

Vamos matar este amor louco

Queremos, mas sabemos ambos, tão pouco.




 
 
Que seja doce... <3