quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Pausa para a poesia - Os 28 dela


Quantos dias, 11, tem a nossa história?
Tantos, que muitos, não sabemos onde se perderam.
Somos feitas da diferença, mais isso nunca nos importou,
Somos a luta, de muitos dias e noites, que em nós se desvaneceram.
Quantos são os momentos que te ficaram na memória?
Irmãos são feitos da vida que corre e não se sente.
Da amizade que fica, onde o tempo passou,
E alguém, que diga o contrário, mente!
Quão importantes foram as nossas palavras, na derrota e na vitória?
Minha irmã, metade da nossa essência, é segredo
Ninguém conhece o fundo, como nós já o vimos,
Foi sempre assim, estiveste comigo na alegria e no medo.
Somos a prova de uma amizade quando ela não é contraditória!
E que os anos continuem a passar assim, suaves e implacáveis
Porque nós continuaremos a viver a vida, sabendo que do nada se fez tanto.
Sabendo como são as amizades infindáveis…
 
Feliz aniversário Mana Velha!