segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Pausa para a minha opinião - Cristiano Ronaldo


Hoje apetece–me falar de Cristiano Ronaldo, não vou falar de clubes nem de habilidades futebolísticas, nem mesmo de futebol, porque para ser sincera não percebo muito. Nem quero.
As pessoas são livres de ter as suas preferências em todas as áreas, os verdadeiros entendidos na matéria tem direito a expressar a sua opinião. Até aí tudo bem. Mas eu conheço uma data de portugueses que não têm preferência e na realidade também não são entendidos. São apenas do contra.
A mim, leiga na matéria, apenas me interessa uma coisa, é muito bom e é nosso! Cristiano Ronaldo quer se goste ou não é símbolo deste rectângulo que meio mundo pensa que pertence aos espanhóis. E para mim não há nada que me dê tanta satisfação do que chegar a qualquer país, quando me perguntam de onde é que eu sou e eu respondo Portugal, a resposta é sempre a mesma. Ah! Ronaldo! sim, não só, mas Ronaldo.. claro!
Portugal têm coisas fantásticas, começando nas pessoas, passando pela cultura e não esquecendo a paisagem. Sem desprimor para ninguém, porque os tempos mudaram e os meios também, mas em boa verdade, não houve Amália, nem Eusébio, nem Fado, nem Algarve, nem Saramago que fosse tão bom a dar a conhecer ao mundo, o país, como Ronaldo o faz.
É por isso que não entendo, esta mania portuguesa de desfazer do que é nosso, e tipicamente só lhe dar valor quando perdemos.
No outro dia numa Café no Chiado, um casal de espanhóis, perguntavam-me se os Xutos e Pontapés ainda existiam, sorri e respondi, sim e óptimos como sempre! Não oiço Xutos desde os 16 anos e então? O importante é não negar a nossa essência.
E Ronaldo é essência, não importa se gostamos, se não vamos muito à bola com o ar de importante que ele tem, não importa se o outro tem mais capacidades, não importa se ele namora A ou B.
A mim o que me importa é o facto de ser enorme no que faz, não negar nunca o seu país e ser como já deu provas disso, um gajo porreiro. O que ele faz á imagem, ao dinheiro e a vida é exactamente problema dele.
Existem tantas coisas neste país, que não nos podemos orgulhar, para quê complicar?
É muito bom e para mim é o melhor.
E isso nem que outro fulano com cara de pão sem sal, tivesse asas!


<3