sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Pausa para a crónica - Que Droga !


Hoje vamos falar sobre drogas. Isso mesmo, que estão a ler, Drogas. O assunto levanta sempre imensa discussão, toda a gente opina e é um tema com milhares de textos e vídeos informativos. Nem sempre bons! Não quer dizer que o meu vá ser. Mas vamos tentar.

É que dizer “Epá não te metas nessas merdas, faz mal”, não é grande coisa. Percebam isso!

Vou tentar dar uma opinião clara e sem tabus em relação a esta questão. Não me levem a mal, é uma opinião, não eu não sou propriamente entendida na matéria, ou seja não uso drogas, e já vos vou explicar porquê.

Sou uma pessoa de vícios, todos somos mas uns mais que outros. Por exemplo ruí as unhas até aos 22 anos, só deixei de roer, quando coloquei um aparelho nos dentes, e só porque não dava jeito nenhum. Outro exemplo, não gosto de café, não gosto mesmo do sabor, mas bebo! Bebo não… morro se não beber um café de manhã, logo sou estúpida e viciada em cafeína. Sou daquele tipo que diz que sem café, fico com dor de cabeça. Logo sou parva, porque não é café que controla isso. Último exemplo, sou viciada em nicotina. Muito viciada.  Admiro muito aqueles fumadores regrados que fumam os seus cigarrinhos a seguir às refeições, ou fumam um ou dois cigarros. Admiro, mas não entendo! É como os fumadores de “festa”, “social” ou de “noite”, epá o que é isso? Não percebo.. ou se fuma ou não se fuma!! Enfim.. adiante, se calhar vocês é que tem razão! O meu caso não é esse, logo sou atrasada porque gasto montes de dinheiro em tabaco que por acaso até me faz mal e que por acaso até nem gosto do cheiro e dos efeitos secundários.

Posto isto, está explicado, a razão pela qual eu tive o meu tempo de experimentar algumas coisas. E também está explicado a razão pela qual não continuei. Porque quem tem rabinho, tem medo, jovens! A malta nessas idades parvas acha que controla tudo e é tudo nosso, mas na realidade não é assim, todas as drogas e atenção o Álcool e o tabaco são drogas legais, criam dependência, e aí é que está a merda! Muitas vezes não depende da nossa vontade, é mais forte que nós. Para além da dependência, provocam malefícios a longo prazo, que te podem fritar o cérebro, queimar o pulmão ou explodir com o teu fígado!! Nessas idades parvas, é tudo muito giro, sou o maior! bebo mais, fumo mais, meto ácidos e curto bué a coca!! Ya… que lindo! Mas depois quando chegares a uma idade mais à frente, se chegares, claro! Não te queixes de ter alguém ao lado da tua cama de hospital a dizer -  sim és o maior! O maior merdas!

E vocês estão agora a pensar, mas esta gaja experimentou e agora está para aqui com lições de moral! Passo a explicar, eu estou-me a cagar para as drogas. O problema não são as drogas, elas existem desde o tempo dos Deuses do Olimpo, sempre existiram e vão continuar a existir! O problema são as pessoas, são vocês e eu. São putos armados em campeões, são pitas cheias de má intenção.

A vida é de cada um, e as pessoas se não experimentarem não sabem. Ok.. Experimentem, mas tenham noção das coisas, informem-se do que vão tomar ou fumar ou qualquer coisa, não façam as coisas á toa, só para fazer bonito em frente aos outros, não façam para que alguém veja que vocês são muito bons, não façam sem saber as quantidades que podem tomar sem vos dar uma coisa má, não façam sem saber o que as coisas vos vão fazer! E se gostarem, não repitam! Experimentar, é uma vez, e chega! Pode tão correr mal.

Isto é o que eu penso em relação aos ácidos, à cocaína, heroína etc.. acho isso tudo degradante! E não é preciso experimentar para saber que isto é uma merda e que tem grandes possibilidades de te lixar a vida toda!

Já em relação á erva! Pronto. Lá estão vocês a pensar. Drogadita de merda! Errado! Eu tive recentemente numa cidade chamada Amesterdão, que quem não conhece acha que aquilo é a puta da loucura (e é, mas não pelo que as pessoas pensam), é só droga e broas e sexo por todo o lado. Epá não é .. é tudo muito bem organizado e com regras próprias que fazem da cidade o espectáculo que ela é. Torna-se frequente, ver pessoal da idade dos nossos pais e avós a fumar a sua ganza, no final de um dia de trabalho, cheio de tranquilidade. Aqui os putos experimentam e cai o mundo! “ É um drogado, já vai acabar a dar no cavalo, vai morrer disso e trinta por uma linha”. Não sou assim tão dramática, mas não quer dizer que não possa acontecer, mas não é a erva, que o leva à toxicodependência etc, ect.. foi mesmo ele que foi um grande burro!!  

As pessoas são otárias e tem de deixar de ser, fumar uma, de vez em quando, aceito. Passar a vida nisso e até achar que se pode passar ao “nível” seguinte e seguinte, é estupidez e só dá vontade de lhe partir a boca toda!

Escusado será dizer, que sou a favor da venda livre de drogas leves no país, acabava-se com muitos problemas e para além disso se fosse legal, metade dos putos de 12,13,14 e 15 que andam por aí de charro na boca, deixavam de achar piada.

Fica então dada a minha opinião, isto é um assunto muito mais complexo do que aqui esta e tem muito mais que falar. Mas eu não queria deixar de frisar, o que para mim é mais importante, isto é, não sejam otários, pensem nas coisas, não vão pela cabeça de ninguém e tenham responsabilidade pela única vida que têm.  Porque vocês até podem ser uns irresponsáveis, mas têm de certeza pessoas que gostam de vocês, que dependem de vocês e que de certeza vão sofrer com as vossas brincadeiras.    
Tenho dito!