sábado, 15 de fevereiro de 2014

Pausa para a poesia - Partir

Tenho a capa e o escudo, já nada aqui trespassa

Mas até o mais forte e digno homem, fracassa!

Faltaste ao nosso encontro, sem sequer me avisar

Perdemos o tempo e o navio, tínhamos só 30 segundos para amar

Segue o teu rumo marinheiro, este não é o nosso porto

Porque esta gente não nos abraça, olha tudo de um jeito meio torto

E seguimos separados, eu vou ver as gaivotas da costa oeste

Quando lá chegar, falo-te dessas belezas da terra agreste

Não navegues essa tempestade, sabes que não és assim, forte


Mas não tenhas medo, estou contigo, além da morte…